Espaço comunicativo, de teor artístico-cultural, em que a expressão poética assume o papel de maior relevo. Não há aqui lugar a pessimismos fátuos, a frustrações e/ou falsas evidências... Prevalecerão o bom senso e o critério humanísticos!
Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2006
"NOVAS TECNOLOGIAS" ... NOVA ECOLOGIA HUMANA !
horizontes.jpg

ECOLOGIA HUMANA 2

Por
Dr. Júlio Roberto

Resolver os problemas da poluição é importante. Mas se ficarmos por aí - é - se julgarmos que o "mais branco" e o "mais limpo" é o objectivo, virão outras formas de poluição mais subtil, quer em nome do progresso, quer em nome do nível de vida, quer em nome até da felicidade humana.
Por isso é que a diferença entre uma ditadura opressora e uma democracia consumista é que, embora ambas destruam o Homem, da primeira ele deseja sair e da segunda, aparentemente mais doce, ele quer ficar. Em nome da liberdade colonizam-se as mentes e o homem não é mais senhor de si. deslumbrado pelos bens exteriores ele afasta-se do seu íntimo, do conhecimento de si mesmo, do "mestre" que ele deveria ser para o seu "eu". É um escravo do ritmo da vida, do conforto a prestações, da televisão alienante, das sexualidades científicas e demolidoras da sua própria autonomia e beleza, e acaba por, cansado e angustiado, não ter encontrado um sentido elevado para a sua existência.
O que é que a Ecologia tem com tudo isto?
Tem tudo.
Se a minha vida interior for rica, eu não poluo o mundo, eu não escravizo, eu não enveneno a terra, não ponho os benefícios materiais à frente dos espirituais, eu respeito a Natureza e procuro usufruir dela, isto é, "usar sem gastar o fruto", em vez de a usar, empobrecendo-a e desgastando-a.
O progresso não é ter mais.
É ter melhor e viver melhor...
Então a Ecologia Humana é uma filosofia da existência, eventualmente produto de uma paragem para reflectir sobre os grandes caminhos da felicidade humana.
Então a Ecologia é também ciência, sem deixar de ser uma filosofia, e ela é também a génese de uma sabedoria.
Então a Ecologia admite o progresso como fonte de renovação do homem e não como destruição dele...
E em tudo a Ecologia, como fonte de equilíbrio, tem lugar. Ela tem lugar na ciência, na arquitectura, no ensino, na educação, na saúde, na doença, no amor e na amizade. Ela tem lugar na poesia, na arte e na cultura.
Porque ela representa o QUE É. O equilíbrio mesmo que á custa do "caos", entre tudo o que existe. E tudo já É.
Não há descoberta da vida dos genes na célula íntima de tudo o que vive, até às energias que conduzem as naves no espaço, tudo já era. O princípio de Newton existe independentemente de o enunciarmos.
As transplantações de órgãos são possíveis graças ao reequilíbrio procurado entre o dador e o receptor. O sistema imunitário está lá, pronto a actuar, se as condições intra e extra-ambientais funcionarem.
O grão de pólen cairá sobre uma flor e o fruto será de continuidade de vida.
E é provavelmente esse olhar sobre a Natureza e tudo o que é; essa tentativa de compreender dentro e fora de nós, que constitui o livro da sabedoria.
Como diz Alex Carrel: "Quanto mais trabalhadores científicos, menos sábios".
E assim, estando embora atentos às revelações e tentativas de uma atitude ecológica, ainda que parcial, lembramos que no nosso Universo o infinito tem razão de ser e que para o Homem há outros caminhos que não se encontram por consequência lógica, mas por atracção e paixão pela descoberta dos sistemas planetários e ecossistemas deste planeta onde vivemos.
Reaprender implica deixar para trás muitas ideias pré-fabricadas para descobrir como tudo tem a ver com tudo.
E assim a Ecologia
é uma Filosofia da Existência...


ECOLOGIA HUMANA - por : Dr. Júlio Roberto


publicado por conchitamachado às 19:45
link do post | comentar | favorito
|

9 comentários:
De Anónimo a 2 de Março de 2006 às 19:38
Querida,Conchita:
Qué gusto dá recibir tu visita y visitarte.
Los poemas a cual mas hermoso.
Me encantó y te felicito.
Un beso enorme y todo mi cariño.
InmaFALENA
(http://www.falena.net)
(mailto:falena@ono.com)


De Anónimo a 1 de Março de 2006 às 17:48
Conchita, que bom teres parado lá no campo, para te poder visitar. Quando aqui cheguei e comecei a ler este artigo os meus olhos ficaram presos. Pois na verdade a ecologia nasce no nosso olhar sobre este planeta que é a nossa casa, e os seus problemas socio políticos. Vai muito mais além de sermos capazes de dividir o lixo e colocá-lo no ecoponto...Está na atitude que temos para com ele e suas espécies de que o homem faz parte. Gostei muito do artigo, e voltarei mais vezes. Beijo Maria Papoila
(http://apapoila.blogs.sapo.pt)
(mailto:mantosilva@sapo.pt)


De Anónimo a 1 de Março de 2006 às 17:32
Sinto-me mais rico depois de ler estas palavras. A ecologia é um assunto que dia para dia assume maior importância para a vida e para futuro do nosso planeta. Cada dia que passa sinto-me mais sensibilizado para as questões do ambiente e tenho dado o meu contributo, evitando a poluição e reciclando cada vez mais. Obrigada pela visita e pelas palavras deixadas.segundavida
(http://segundavida.blogs.sapo.pt/)
(mailto:melo887@sapo.pt)


De Anónimo a 1 de Março de 2006 às 13:00
Que bom receber a sua visita . De um lugar cujos meus antepassados vieram lá pelo século 17. As vezes , no meu blogue o assunto é regional mas espero que vc possa conhecer através dele o que se passa com os brasileiros e nas regiões fora do Rio e São Paulo. O estado onde eu moro é o Espírito Santo, acima do Estado do Rio de Janeiro e , por isso as notícias não são tão conhecidas fora dele mesmo. Apareça. Blogue da Magui
(http://somagui.zip.net)
(mailto:semprembs@uol.com.br)


De Anónimo a 1 de Março de 2006 às 10:55
Ainda bem que me encontraste, desde já obrigada pelas tuas palavras e tb gostei do teu canto, faz-nos pensar e reflectir...
um beijo obrigada
pensadorapensadora
(http://pensadora2.blogs.sapo.pt/)
(mailto:pcap37@hotamail.com)


De Anónimo a 1 de Março de 2006 às 00:54
Aparece quando tiveres tempo. Eu e a Maria João fazemos um artigo novo mais ou menos de dois em dois dias. Luisa
(http://ecosdotempo.blogs.sapo.pt)
(mailto:luisa34@netcabo.pt)


De Anónimo a 28 de Fevereiro de 2006 às 21:48
Ei...Obrigada pelo comentário...hehe nem tentei me divertir saindo pro carnaval,fiquei em casa assistindo os desfiles das escolas de samba...
Adoraria ser dua amiga!!!
Bjos AtéLetícia
(http://lelezinharesende.blogs.sapo.pt)
(mailto:leticiaresende14@yahoo.com.br)


De Anónimo a 28 de Fevereiro de 2006 às 12:20
Um texto uito profundo e que dá para pensar o que queremos afinal da vida.Luisa
(http://ecosdotempo.blogs.sapo.pt)
(mailto:luisa34@netcabo.pt)


De Anónimo a 27 de Fevereiro de 2006 às 23:56
Olá, passei por cá e deparei-me com este artigo. Muito verdadeiro e actual, mas para um humano e em particular um português, antes de aprendermos a viver ecologicamente teremos de aprender a a viver em harmonia para com a Natureza, caso contrário nunca iremos compreender o significado de ecologia e apenas estamos a fazer aquilo que nos disseram para fazer sem questionar o porquê e para quê. Temos de compreender que a natureza dá sempre de duas maneiras, a boa e a má. Escolham a vossa.Aalvafaust
(http://alvfau.blogs.sapo.pt)
(mailto:alvafaust@sapo.pt)


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30
31


posts recentes

ESTA BALADA DE VERÃO

HISTÓRIA DE UMA NOITE DE ...

AS FESTAS POPULARES PORTU...

NÃO HÁ FESTAS POPULARES S...

FERNANDO DE BULHÕES - O ...

AQUELE MAR DO ANOITECER ....

QUEM TEM UMA MÃE TEM TUDO...

A MULTIFORMIDADE DO AMOR ...

O SOL AINDA BRILHA PARA T...

SETE SÃO OS MARES.... MAS...

arquivos

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds