Espaço comunicativo, de teor artístico-cultural, em que a expressão poética assume o papel de maior relevo. Não há aqui lugar a pessimismos fátuos, a frustrações e/ou falsas evidências... Prevalecerão o bom senso e o critério humanísticos!
Domingo, 2 de Abril de 2006
É DO BERCINO QUE SE TORCE O PEPINO ...
bebe.jpg

EMBALAR COM O CORAÇÃO

Os cientistas já tinham verificado, há várias décadas, que cerca de 8O por cento das mulheres, independentemente de serem destras ou esquerdinas, utilizam o braço esquerdo para embalar os seus bebés. Todavia, foi só há alguns anos que começou a atribuir-se significado a esse comportamento instintivo.
O primeiro a adiantar uma explicação foi o psicólogo norte-americano Lee Salk. Depois de observar o comportamento dos macacos rhesus, originários da Ásia, sugeriu que o bater do coração materno seria a causa da referida preferência. Embora a teoria tivesse sido aceite durante algum tempo, estudos posteriores vieram demonstrar que, tanto o feto como o recém-nascido, o som predilecto era a voz da mãe, e que os ruídos cardíacos não pareciam ter importância especial.
A hipótese mais verosímil surgiu há meses, graças aos esforços de Victoria Bourne e Brenda Todd, da Universidade do Sussex (Inglaterra). As investigadoras atribuem o hábito a um sofisticado processo que envolve os hemisférios cerebrais de mãe e filho. Assim, quando um bebé é embalado junto do lado esquerdo da mãe, as suas reacções (choro, riso, bocejos...) chegam directamente ao hemisfério cerebral direito da progenitora, o local onde se reconhecem os gestos emocionais e as expressões faciais. A relação é, por conseguinte, reforçada, pois a mãe tem um acesso mais rápido e intuitivo às necessidades da criança.
No que diz respeito à linguagem, é também a parte direita do cérebro que controla a entoação e a carga afectiva das palavras. Daí que, segundo sugerem Sieratzkl e wolf, o facto de ser embalado do lado esquerdo permite que a voz da mãe chegue ao ouvido esquerdo do bebé e, por conseguinte, ao hemisfério direito, mais especializado nos aspectos afectivos do som.
A troca de sinais neurolinguísticos entre mãe e filho poderia contribuir para "afinar" a voz materna como se fosse um instrumento musical, ao ponto de, segundo afirma Sieratzki, "as canções de embalar não soarem do mesmo modo se o bebé estiver junto do lado direito" da progenitora.

Pesquisa de
Conchita Machado



publicado por conchitamachado às 20:17
link do post | comentar | favorito
|

16 comentários:
De Anónimo a 4 de Abril de 2006 às 00:08
Olá Conchita,

Que belo texto deixou aqui. Há que tempos não lia ou ouvia estes nomes ligados à pedopsiquiatria e psicologia... Estudo muito interessante!

Uma boa semana,

AbraçoAlexandra
(http://alex13.blog.com)
(mailto:www.alex13@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Abril de 2006 às 15:45
Uau blogando e aprendendo. Amei o post!!! Amiga obrigadopelo carinho espero que outras vezes que me visitar deixe o seu comentário para que eu possa retribuir. Excelente inicio de semana. BeijosIara
(http://versoseprosa.zip.net)
(mailto:sereiaiara@hotmail.com)


De Anónimo a 3 de Abril de 2006 às 15:15
oie querida amiga,nao entendi muito bem seu comentario no meu blog,me pareceu aborrecida,ou te aborreci,me pediu desculpas,deque?????.linda tu nao fizestes nada para me pedor desculpas ,pelo contrario,vc é uma pessoa muito especial pra mim,e te ofereço meu selinho para ficarmos linkadas ,assim estarei sempre aqui,te adoro muitooo,bjssssssssssAngel
(http://www.samara_angel.blogger.com.br/index.html)
(mailto:navespacial1@hotmail.com)


De Anónimo a 3 de Abril de 2006 às 14:19
Obrigado pela visita. Estou passando rápido para desejar boa semana.
TigrãoTigrão
(http://www.blogdotigrao.blogger.com.br)
(mailto:gdaliborio@hotmail.com)


De Anónimo a 3 de Abril de 2006 às 12:02
Nunca tinha pensado nisso, sempre pensei que fosse pelas batidas do coração, um ritmo constante era sinal de calma e tranquilidade para o bébé. Parabéns pela pesquisa.Aalvafaust
(http://alvfau.blogs.sapo.pt)
(mailto:alvafaust@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Abril de 2006 às 11:26
AMO-TE ASSIM



Amo-te assim

Sem enfeites nem disfarces

Ungida pela água.

Cabelo corrido pelos ombros,

Olhos brilhantes de alegria e volúpia

Toda amor mar e harmonia

Como se tivesses descido do céu

E uma nuvem fosse o longo véu

Que nos envolvesse eternamente.
Carlos
(http://vagueandoporti.blogspot.com/)
(mailto:c_m_a_n_u_e_l@hotmail.com)


De Anónimo a 3 de Abril de 2006 às 11:25
Olá Conchita...
Excelente este post, muito interessante, amei.
Fica o desejo de uma boa semana, deixo um beijo e um sorrisoNylda
(http://nylda.blog.simplesnet.pt/)
(mailto:nyldaju@gmail.com)


De Anónimo a 3 de Abril de 2006 às 09:14
Mistérios da vida ...PDivulg
(http://www.lacosazuis.blogs.sapo.pt)
(mailto:pdivulg@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Abril de 2006 às 06:53
oieee,minha querida amiguinha,fiquei muito feliz em te receber no meu mundo de sonhos onde tudo é possivel,te ofereço meu selinho com todo meu carinho,assim ficaremos linkadas pq vou levar seu link tb,assim estrei sempre aqui,adorei seu blog importantes e interessantes informações ,nunca tinha visto falar sobre essa materia, ameii e estou mais feliz ainda por ganhar mais uma amiga ,vc,brigaduuuuuuuu,pelo seu carinho ,vc é muito especial pra mim,espero sempre sua visita com muito amor ,querida desejo um lindo começo de semana,muita luz em sua vida, bjssssssAngel
(http://www.samara_angel.blogger.com.br/index.html)
(mailto:navespacial1@hotmail.com)


De Anónimo a 3 de Abril de 2006 às 05:07
muitissímo interessante seu post. show !!!!!
A amizade é uma grande conquista, e mesmo que estejamos perto ou longe, presente ou não, a simples manifestação de carinho e atenção mesmo que seja através dos recadinhos, já trazem grandes energias positivas em nossa vida !

um bom inicio de semana para você .
bjus no coraçãoPaiva
(http://vivosonhando.zip.net)
(mailto:gato100gata@uol.com.br)


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30
31


posts recentes

ESTA BALADA DE VERÃO

HISTÓRIA DE UMA NOITE DE ...

AS FESTAS POPULARES PORTU...

NÃO HÁ FESTAS POPULARES S...

FERNANDO DE BULHÕES - O ...

AQUELE MAR DO ANOITECER ....

QUEM TEM UMA MÃE TEM TUDO...

A MULTIFORMIDADE DO AMOR ...

O SOL AINDA BRILHA PARA T...

SETE SÃO OS MARES.... MAS...

arquivos

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds