Espaço comunicativo, de teor artístico-cultural, em que a expressão poética assume o papel de maior relevo. Não há aqui lugar a pessimismos fátuos, a frustrações e/ou falsas evidências... Prevalecerão o bom senso e o critério humanísticos!
Segunda-feira, 9 de Abril de 2007
PELO AMOR ... EM DOAÇÃO
TU ÉS TUDO


Cheguei onde estava e sentei-me.
E numa tão grande imensidão,
senti que o momento me preenchia.
De ambos os meus lados havia nada.
Logo... estava lá tudo.
Ouvia o som belo dos pássaros
que cantavam pousados
nas árvores que não estavam.
Ouvia o riso das crianças que eu não via.
Sentia o cheiro das plantas
de jardim algum que lá houvesse.
Ah! O silêncio...
O silêncio é nada, logo eu ouvia tudo.
Então senti a tua mão a tocar a minha,
e o teu respirar ofegante
cada vez mais perto.
Agarrei em tudo o nada
que havia à minha volta
e moldei-o à tua forma.
E consegui estar contigo.
Beijei-te, segurei-te nos meus braços, amei-te.
Abri então os olhos e outra vez vi nada.
E nada é tudo...
E tudo és TU...


Sandro Almeida


publicado por conchitamachado às 08:43
link do post | comentar | favorito
|

9 comentários:
De ciloca a 9 de Abril de 2007 às 18:19
Lindo, por momentos fui transportada até ali onde há nada e o nada para mim é tudo.


De Cakau a 10 de Abril de 2007 às 20:16
Beijo :) *


De LFMarques a 11 de Abril de 2007 às 16:32
O silêncio é a escuridão do som. É dele que saem todas as musicalidades porque ele é todos os sons em potência. É comparável à escuridão quando vemos despontar nela a Luz. É no escuro que mais valorizamos a Luz e no silêncio que mais valorizamos a melodia e a harmonia ( a melodia enquanto atributo do Homem e a harmonia enquanto atributo de Deus...).
Gostei muito deste teu post Conchita.
Bj***


De zalinha a 12 de Abril de 2007 às 20:15
Pois entre um e outro nada através do teu poema sentime em algum lado onde havia tudo menos nada;)
Lindo este poema:)
Deixo meu beijo e meu sorriso:)


De Sindarin a 13 de Abril de 2007 às 16:32
Olá amiga! Venho desejar bfsemana e deixar um abraço e um beijinho...engraçado tb falei sobre o silêncio, mas ñ con tanta beleza como este poema de Sandro Almeida.


De Nylda a 14 de Abril de 2007 às 20:29
Olá linda Conchita...
A glória da amizade não é a mão estendida,
nem o sorriso carinhoso,
nem mesmo a delicia da companhia.
É a inspiração espiritual que vem
quando tu descobres que alguém acredita e confia em ti.
Estou a comemorar 50.500 visitas.
Tu fazes parte desse lindo número de amigos que me visitam
...Obrigada...
Tenho no meu mundo um presente para ti.
Desejo-te um excelente fim de semana.
Beijos e um sorriso.


De haziell a 14 de Abril de 2007 às 22:14
"Ame sempre com toda a força de teu ser e estarás sempre no caminho da felicidade
, pois o amor é a eterna energia de Deus atuando em nós. " Desejo-te uma optima semana. Bjoka**


De soaresesilva a 14 de Abril de 2007 às 22:23
Lindo este poema. Bom fim de semana com Nada ou Tudo.


De flores do campo a 15 de Abril de 2007 às 13:43
Saudações!

Abraço


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30
31


posts recentes

ESTA BALADA DE VERÃO

HISTÓRIA DE UMA NOITE DE ...

AS FESTAS POPULARES PORTU...

NÃO HÁ FESTAS POPULARES S...

FERNANDO DE BULHÕES - O ...

AQUELE MAR DO ANOITECER ....

QUEM TEM UMA MÃE TEM TUDO...

A MULTIFORMIDADE DO AMOR ...

O SOL AINDA BRILHA PARA T...

SETE SÃO OS MARES.... MAS...

arquivos

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds