Espaço comunicativo, de teor artístico-cultural, em que a expressão poética assume o papel de maior relevo. Não há aqui lugar a pessimismos fátuos, a frustrações e/ou falsas evidências... Prevalecerão o bom senso e o critério humanísticos!
Quarta-feira, 7 de Junho de 2006
DA PALAVRA NASCE A PARÁBOLA E DESTA A LUZ !
 
 
 
                                                    A PALAVRA

Tudo nasce pela magia contagiante da primeira palavra que arrasta consigo o mistério e a redenção do texto, que se vai, pouco a pouco, modelando, cortando, matando, recriando... A escrita é um mundo de tal modo fascinante que, pelo fascínio nos perdemos e, sem sabermos porquê nos encontramos no limiar de algo que nos escapa e que é a palavra, ela própria, em todo o seu esplendor, de corpo inteiro, nascida da Verdade e do Tempo. Ela existe para além de tudo e antes de tudo, permanecendo na sua insustentável firmeza, plena de sentido e de valor. Ela redime, ela ama, ela vive, ela morre, reduzindo-se ao silêncio, quando o Homem não encontra a medida exacta para a expressão que lhe aflora ao pensamento...        A PALAVRA, mesmo morrendo, proclamará, para sempre, a sua imortalidade, num espaço e num tempo onde o Homem jamais será Senhor!

Francisca Rosa


publicado por conchitamachado às 19:16
link do post | comentar | favorito
|

3 comentários:
De Alexandra a 8 de Junho de 2006 às 23:28
Palavras lindas que aqui leio!!! Coincidência das coincidências, também tenho junto a mim um livro de Susana Tamaro, de onde pensei retirar algo para fazer um post :)

Quanto às palavras... como um conjunto de letrinhas, nos pode dizer tanto...

Gostei de te ler!

Beijinhos

Alexandra


De Ceci a 10 de Junho de 2006 às 20:10
Satisfação em ler o pensamento de Francisca Rosa, onde impera o poder da palavra. Há um poema de Drummond muito bonito, O LUTADOR, onde ele descreve a luta entre o escritor e a palavra, de forma muito linda. Francisca o faz em prosa, gostei muito. Um abraço pra vc.


De ciloca a 6 de Julho de 2006 às 20:19
palavras livres, as minhas que aqui te deixo.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30
31


posts recentes

ESTA BALADA DE VERÃO

HISTÓRIA DE UMA NOITE DE ...

AS FESTAS POPULARES PORTU...

NÃO HÁ FESTAS POPULARES S...

FERNANDO DE BULHÕES - O ...

AQUELE MAR DO ANOITECER ....

QUEM TEM UMA MÃE TEM TUDO...

A MULTIFORMIDADE DO AMOR ...

O SOL AINDA BRILHA PARA T...

SETE SÃO OS MARES.... MAS...

arquivos

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds