Espaço comunicativo, de teor artístico-cultural, em que a expressão poética assume o papel de maior relevo. Não há aqui lugar a pessimismos fátuos, a frustrações e/ou falsas evidências... Prevalecerão o bom senso e o critério humanísticos!
Terça-feira, 30 de Maio de 2006
A RIR A GENTE TAMBÉM SE ENTENDE !

Um senhor diz ao pasteleiro:
- Ponha duas velas no bolo. A minha filha faz três anos.
- Quer dizer três velas, não é?
- Não, duas velas chegam bem... A menina ainda não sabe contar!

*
Um menino chega a casa com o teste negativo e mostra-o ao pai.
O pai irritado diz-lhe:
- Esta nota merece uma valente tareia!
O aluno responde:
- Tens razão, papá! Vamos, eu sei onde mora a professora!

*
O filho diz para o pai:
- Papá, papá, como nascem os bebés?
O homem pensa: "Digo-lhe que é a cegonha que os traz,
que se vendem nos supermercados ou que nascem de umas sementes?"
Por fim decide-se:
- Olha, vai perguntar à tua mãe. Eu nunca tive bebés.

**



publicado por conchitamachado às 10:28
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30
31


posts recentes

ESTA BALADA DE VERÃO

HISTÓRIA DE UMA NOITE DE ...

AS FESTAS POPULARES PORTU...

NÃO HÁ FESTAS POPULARES S...

FERNANDO DE BULHÕES - O ...

AQUELE MAR DO ANOITECER ....

QUEM TEM UMA MÃE TEM TUDO...

A MULTIFORMIDADE DO AMOR ...

O SOL AINDA BRILHA PARA T...

SETE SÃO OS MARES.... MAS...

arquivos

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds