Espaço comunicativo, de teor artístico-cultural, em que a expressão poética assume o papel de maior relevo. Não há aqui lugar a pessimismos fátuos, a frustrações e/ou falsas evidências... Prevalecerão o bom senso e o critério humanísticos!
Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2006
"NOVAS TECNOLOGIAS" ... NOVA ECOLOGIA HUMANA !
horizontes.jpg

ECOLOGIA HUMANA 2

Por
Dr. Júlio Roberto

Resolver os problemas da poluição é importante. Mas se ficarmos por aí - é - se julgarmos que o "mais branco" e o "mais limpo" é o objectivo, virão outras formas de poluição mais subtil, quer em nome do progresso, quer em nome do nível de vida, quer em nome até da felicidade humana.
Por isso é que a diferença entre uma ditadura opressora e uma democracia consumista é que, embora ambas destruam o Homem, da primeira ele deseja sair e da segunda, aparentemente mais doce, ele quer ficar. Em nome da liberdade colonizam-se as mentes e o homem não é mais senhor de si. deslumbrado pelos bens exteriores ele afasta-se do seu íntimo, do conhecimento de si mesmo, do "mestre" que ele deveria ser para o seu "eu". É um escravo do ritmo da vida, do conforto a prestações, da televisão alienante, das sexualidades científicas e demolidoras da sua própria autonomia e beleza, e acaba por, cansado e angustiado, não ter encontrado um sentido elevado para a sua existência.
O que é que a Ecologia tem com tudo isto?
Tem tudo.
Se a minha vida interior for rica, eu não poluo o mundo, eu não escravizo, eu não enveneno a terra, não ponho os benefícios materiais à frente dos espirituais, eu respeito a Natureza e procuro usufruir dela, isto é, "usar sem gastar o fruto", em vez de a usar, empobrecendo-a e desgastando-a.
O progresso não é ter mais.
É ter melhor e viver melhor...
Então a Ecologia Humana é uma filosofia da existência, eventualmente produto de uma paragem para reflectir sobre os grandes caminhos da felicidade humana.
Então a Ecologia é também ciência, sem deixar de ser uma filosofia, e ela é também a génese de uma sabedoria.
Então a Ecologia admite o progresso como fonte de renovação do homem e não como destruição dele...
E em tudo a Ecologia, como fonte de equilíbrio, tem lugar. Ela tem lugar na ciência, na arquitectura, no ensino, na educação, na saúde, na doença, no amor e na amizade. Ela tem lugar na poesia, na arte e na cultura.
Porque ela representa o QUE É. O equilíbrio mesmo que á custa do "caos", entre tudo o que existe. E tudo já É.
Não há descoberta da vida dos genes na célula íntima de tudo o que vive, até às energias que conduzem as naves no espaço, tudo já era. O princípio de Newton existe independentemente de o enunciarmos.
As transplantações de órgãos são possíveis graças ao reequilíbrio procurado entre o dador e o receptor. O sistema imunitário está lá, pronto a actuar, se as condições intra e extra-ambientais funcionarem.
O grão de pólen cairá sobre uma flor e o fruto será de continuidade de vida.
E é provavelmente esse olhar sobre a Natureza e tudo o que é; essa tentativa de compreender dentro e fora de nós, que constitui o livro da sabedoria.
Como diz Alex Carrel: "Quanto mais trabalhadores científicos, menos sábios".
E assim, estando embora atentos às revelações e tentativas de uma atitude ecológica, ainda que parcial, lembramos que no nosso Universo o infinito tem razão de ser e que para o Homem há outros caminhos que não se encontram por consequência lógica, mas por atracção e paixão pela descoberta dos sistemas planetários e ecossistemas deste planeta onde vivemos.
Reaprender implica deixar para trás muitas ideias pré-fabricadas para descobrir como tudo tem a ver com tudo.
E assim a Ecologia
é uma Filosofia da Existência...


ECOLOGIA HUMANA - por : Dr. Júlio Roberto


publicado por conchitamachado às 19:45
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|

"Cada sonho é um atalho meu ..." , ONDE CHEGAREI ?
ATALHO.jpg

ATALHOS


Dia maravilhoso!
Floresta calma
cheia de sombra.
Por companhia,
raios de Sol!...
Apaixonante!...
Ideias idênticas,
sentimentos
idênticos...
compreendemo-nos
perfeitamente
com entusiasmo!...
Quando diferentes,
você e eu
encantados...
nossas mentes,
descobrem
pontos
de contacto.
quando se parecem,
tanto um
como outro,
sofrem
diferenças
que possuem!...
Os momentos,
próximos
longínquos
pensamentos...
caminhamos
por um atalho.
O mais belo sonho
da nossa vida,
sonhamos!...
Muito alegres
e felizes,
rimos imenso...
horas deliciosas,
suspensos
na orla da floresta!
Num banco,
junto da casa
de campo:
como é belo rir,
caminhar,
sonhar,
ao Sol falar
no fim da tarde!...
Os últimos raios,
tombam
sobre nós.
Através dos ramos
das árvores,
ouve a voz...
o Céu!...
Estava azul...
o ar... doce e puro!


Conchita Machado
In A MINHA VIDA É UM POEMA


publicado por conchitamachado às 19:37
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

As Sendas de Água Cristalina ... Sangue vivo da Terra !
fonte viva.jpg

ÁGUA MINHA IRMÃ


Grande fulgor destas águas
e a frescura deste ar
grande dimensão de vida
caminhando para o mar.

Esta água cristalina
destes rios e ribeiros
murmúrio em suas correntes
nunca provoca receios.

Mata também nossa sede
portadores de canoas
rios mares fiéis irmãos
as vossas canções são boas.

Todo homem compreende
que a sêde devorará
tem valor inestimável
pois a vida salvará.

Prestígio de claras águas
sua frescura sua voz
preparando toda a terra
são fortaleza pra nós.

Pela humana e fértil terra
todos podemos viver
uns com os outros grandeza
não pensando no morrer...

Cada parcela da terra
é sagrada para o povo
esta declaração bela
apaga assim este fogo...


Conchita Machado
In A MINHA VIDA É UM POEMA


publicado por conchitamachado às 19:25
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

"A SAGA DO GRANDE CRUZADO" - 1 ... Caminhos insondáveis !
CRUZADA.jpg

ECOLOGIA HUMANA 1

Por
Dr. Júlio Roberto

Nunca como hoje o problema da Ecologia e em particular da Ecologia Humana, apareceu com tanta prioridade, mas também nunca como hoje. o Homem se viu confrontado com tantas questões de desequilíbrio.
É bem verdade que as atitudes e as preocupações sobre os temas são resultados de crises, e estas por sua vez geram algumas medidas que tentam remediar o que está mal e são também promotoras da mudança de atitudes mentais perante o mundo em que vivemos.
A confusão, porém, instala-se cada vez mais.
De um lado aparecem os ecologistas e do outro os depredadores do nosso planeta.
E enquanto esta nova "guerra" se desenvolve, o Homem fica atónito e sem grande esperança, pois entre os males que avançam e os remédios que são tomados, há uma diferença a favor dos primeiros e um atraso nos segundos.
Porquê? Porque há uma crise de mentalidades, uma crise de valores e uma crise do pensamento. Daí resulta também uma crise de interesses, uma guerra sem tréguas entre uma economia de consumo e a preservação dos bens mais caros ao próprio ser vivente neste planeta.
Daí resulta também uma outra confusão: o que é a Ecologia?
Para muitos é uma ciência, para outros uma ideologia. Se calhar não é nem uma coisa nem outra. Se calhar é mais uma atitude e uma revolução nas formas de pensar e de sentir. No fundo, e quanto a nós, um caminho para "reaprender a viver".
Eis porque os próprios "ecologistas" têm uma força e se calhar uma visão técnica da ecologia. Porque no fundo, os mesmos que a si próprios se designam "ecologistas" têm muitas vezes uma mente e valores íntimos iguais ou parecidos com aqueles que combatem. Não nas atitudes exteriores, mas no seu foro íntimo.
A poluição do ar, dos rios e do mar, a desertificação dos solos e o seu envenenamento químico, os buracos do ozono, os ruídos do trânsito, a intoxicação por medicamentos e alimentos, as letras cada vez mais pequenas dos jornais, livros e revistas, a proliferação do sexo como fonte de evasão, o stress, a pressa de correr atrás de nada, o consumidor de tudo para ficar mais bonito (não ficando), a busca de felicidade atrás do "ter" e a morte do "ser", etc., etc... são tudo aspectos parciais duma questão bem mais funda. E essa questão é precisamente a mente humana, os valores, os seus estímulos, os seus objectivos, truncada e ludibriada por concepções da VIDA, baseadas no "mais" e não no "melhor".
Ora, a revolução que está por fazer - e isso é a REVOLUÇÃO ECOLÓGICA - é a mudança dos conceitos do que é VIVER e no fundo da génese duma certa forma de felicidade.

( Cont. )


publicado por conchitamachado às 19:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

O ANÚNCIO DO QUINTO IMPÉRIO ! Quem assume o desafio ?
TALASSOCRACIA.jpg

À PÁTRIA DE XVI

Passando indiferente aos turbilhões das guerras
Ousas sempre vencer, ó Pátria memorada.
Rainha és dos mares e dona das terras
Temendo os povos tua forte e austera armada.
Um só brado não chega àquilo que encerras
Gloriando os heróis da prol alevantada.
Avante pela Cruz, o teu mais nobre ideal,
Longe plo mundo teu nome vai, Portugal !


Frassino Machado
In NAS SENDAS DE ORFEU


publicado por conchitamachado às 18:54
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2006
A SAGA DE CADA UM NO MUNDO DOS HOMENS ...
sofrimento.jpg
O SOFRIMENTO HUMANO

O homem, no decorrer da sua vida, desde o nascimento até à morte, trilha de um modo ou de outro o caminho do sofrimento. Este é algo de essencial à própria natureza humana, é algo tão profundo como o mesmo homem. Como diz João Paulo ll, na -Salvifici Doloris -, "o sofrimento é um daqueles pontos em que o homem está, em certo sentido, destinado a suplantar-se a si mesmo, e é chamado de modo misterioso a fazê-lo". O sofrimento não é um castigo que o homem suporta, é um limite que é convidado constantemente a vencer.
O sofrimento humano não é apenas físico, pode ser e é quase sempre também moral. A amplidão do sofrimento moral e a multiplicidade das suas formas não são menores que as do sofrimento físico. A ciência e a arte médica e de enfermagem não se esgotam no tratamento do sofrimento físico, têm de olhar para o homem na sua globalidade, acompanhar a pessoa também na sua realidade anímica, no seu sofrimento psicológico e moral. Talvez por isso, cuidar do homem que sofre não é apenas curá-lo de uma doença, libertá-lo de um mal físico, mas é, sobretudo, salvá-lo na totalidade do seu ser.
A actividade dos que passam ao lado do sofrimento humano é uma actividade pluridimensional que supõe a profilaxia, ou prevenção da doença, terapia ou tratamento do doente, os cuidados paliativos ou alívio da dor, promoção da higiene e da saúde na sociedade e, até, o simples acompanhamento do homem em crise, o que constitui o tipo de actividade mais importante para o doente marcado pelo sofrimento moral.
A -Salvifici Doloris-, considerando a Sagrada Escritura como o grande livro do sofrimento humano, aponta casos concretos do sofrimento físico que, quer no Antigo, quer no Novo Testamento, constituem o motivo ou de súplica a Deus, ou da resposta de Deus ao seu amor pelo homem e pelo povo peregrino.
Porém, as situações de sofrimento moral têm na Bíblia um relevo muito maior: a tristeza, a solidão, o abandono, a desilusão, o desespero são formas de sofrimento psicológico que revelam uma fortíssima experiência do mal.
Mas, trazendo doentes a Jesus, Jesus curava-os a todos, refere-nos S. Mateus ainda no início do seu Evangelho ( Mt 4,22 ).

Pe. Victor Feytor Pinto


publicado por conchitamachado às 15:08
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2006
NO MAR DA VIDA O VENTO É INCERTO ...
barco.jpg
BALOIÇANDO


Paisagem soberba,
calma majestosa,
grandeza e
felicidade !...
Uma linda ilha ...
onde se respira
paz e magia.
no azul do lago,
o barco baloiçava!...
Ambos à procura ...
o segredo
da sua afinidade.
Tinham ido ver
o pôr-do-sol !...
Duas imagens
confundiam-se
nos seus espíritos...
ao amanhecer,
qual realidade :
o amor !
Sua maravilha,
clarividência,
artifício da natureza !
De repente ...
uma dor de cabeça,
perspectiva de um
regresso !...
Uma vida presa
era inconcebível ...
Seu desejo de ser livre
crescia,
proporcionalmente.
escrevi-lhe,
logo respondeu.
Acumulei elogios...
o que é essencial
logo se conhece
ou nunca mais ...
estamos de acordo.
quer se libertar,
descobrir um lugar
tranquilo,
para defender
seu ponto de vista !
Tinham de agir
com diplomacia:
ele para a Ásia
ela para Oceania.
A Primavera ...
chegou.
O amor voltou !...


Conchita Machado
In A MINHA VIDA É UM POEMA


publicado por conchitamachado às 19:53
link do post | comentar | favorito
|

A SABEDORIA DO SONO - Investigação de Conchita Machado
SONO.jpg
DORMINDO SOMOS MAIS INTELIGENTES DO QUE ACORDADOS *

O talento do inconsciente é, às vezes, tão grande, que alguns autores foram levados erroneamente a atribuir responsabilidade ao sono. Freud, por exemplo, e Grunewald fizeram-no.
O problema já é antigo. O famoso teólogo e filósofo Caramuel endereçava em Wurzburg no ano 1645, uma carta sobre o assunto ao famoso cientista da época, P. Kircher, s.j., professor da universidade gregoriana.
Defendia a responsabilidade nos sonhos, "porque havia neles inteligência" ( ! ). O aspecto da inteligência é o que nos interessa : " examinando muitos sonhos meus e de outros, encontro circunstâncias nas quais não se pode descobrir imaginação ou fantasia; ainda mais : neles percebe-se inteligência bastante cultivada e subtil".
Em continuação, refere um exemplo dentre os sucedidos a ele mesmo.
O inconsciente, com os conhecimentos do sábio teólogo e filósofo, elabora-os. Em vigília dificilmente teria conseguido esse resultado. A carta conclui : " tem-se, portanto, que o entendimento do homem dormindo não descansa, mas trabalha sempre e, às vezes, perfeitissimamente ; mais ainda, com mais perfeição do que acordado ".
O descobrimento do talento do inconsciente é, pois, muito anterior a Freud. E inclusive antes de Caramuel
Descobrira-o Platão, como veremos. Depois de Freud, o reconhecimento do talento nos sonhos é bastante geral. Assim, por exemplo, Erich Fromn concluía nas suas aulas no instituto de psiquiatria White e no Bennington College de New York que " nos sonhos produzem-se operações intelectuais superiores às que realizamos estando acordados ".

( em: "A face oculta da mente" - por: P. Oscar Quevedo, s.j. )


publicado por conchitamachado às 19:26
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

TERRA PREPARADA ... PRINCÍPIO DE VIDA !
MULHER.jpg
MULHER VIVA !


Mulher viva
subtil.
Sorriso imperceptível.

Extraviada ! e ...
dócil por condição,
lia romances ...
vive na meia luz.

Vaidosa e feliz !
É muito desejada;
faz-se desejada
por nunca ser vista !

Reduz a pó
todas as atitudes.
o ruído,
o egoísmo,
a paixão.
Os entusiasmos ...
devoram-na.
Não vê ninguém !

Adora a Mãe !...
Cobre-a com beijos e carícias !
Descansa no seu regaço.
Ama o Pai demasiado !...
Por fim:
Este Céu
de emoção e mistério !...


Conchita Machado
In A MINHA VIDA É UM POEMA


publicado por conchitamachado às 19:15
link do post | comentar | favorito
|

OS ENTRAVES DE NÓS MESMOS ...
INCERTEZAS ...

O começo para mim :
Eu fugia ...
Outras forças modelaram a minha fuga e ...
fizeram-me assim.

Desencantada e ...
sem valor para grande missão ...
Não conseguia pensar sem temor
em resfriamento ao sol de Verão ...

Mas...o calor do Sol !!! ...
Espreitando no meu coração
logo decidiu raiar ...
sem dar explicação !

Reduziu-se a migalhas
a retrospectiva ilusão e ...
não consegue lembrar-se sem rir
de sonhos que já lá vão !


Conchita Machado
In A MINHA VIDA É UM POEMA


publicado por conchitamachado às 18:58
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30
31


posts recentes

ESTA BALADA DE VERÃO

HISTÓRIA DE UMA NOITE DE ...

AS FESTAS POPULARES PORTU...

NÃO HÁ FESTAS POPULARES S...

FERNANDO DE BULHÕES - O ...

AQUELE MAR DO ANOITECER ....

QUEM TEM UMA MÃE TEM TUDO...

A MULTIFORMIDADE DO AMOR ...

O SOL AINDA BRILHA PARA T...

SETE SÃO OS MARES.... MAS...

arquivos

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds