Espaço comunicativo, de teor artístico-cultural, em que a expressão poética assume o papel de maior relevo. Não há aqui lugar a pessimismos fátuos, a frustrações e/ou falsas evidências... Prevalecerão o bom senso e o critério humanísticos!
Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2006
MOMENTO DE POESIA - De Terra Brasilis "Pescadora de estrelas"

PESCADORA DE ESTRELAS


por


Esther Torinho 



"Pescadora de estrelas,
sei da alegria que jorra das fontes
sei do brilho do sol, em cada um de seus raios
antes de pôr-se atrás dos montes.
Sei da beleza das noivas-flores de maio
da frescura das gotas de orvalho
e conheço também o esplendor da alvorada.
Também sei da noite e da bruma
conheço os gritos de dor na noite escura
mas, pescadora que sou, sem esperança, sou nada.



Pescadora de estrelas,
busco sonhos que mal conheço.
Sei que flutuam no ar como bola no espaço.
Sei dessa bola a cor e o peso
nem sempre sei da força necessária
ao arremesso.



Entretanto, não esmoreço;
na luta às vezes vã, na labuta vária
entreteço a alma com mil anseios.
Anoiteço e amanheço pescando estrelas
para alimentar os sonhos - meus e alheios
tentando fazer a vida mais bela."


*****



publicado por conchitamachado às 17:42
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Anónimo a 25 de Janeiro de 2006 às 11:54
O poema que escolheu é muito bonito :)
Parabéns pelo espaço, Boa Sorte *Helena F.
</a>
(mailto:etrusca@gmail.com)


Comentar post