Espaço comunicativo, de teor artístico-cultural, em que a expressão poética assume o papel de maior relevo. Não há aqui lugar a pessimismos fátuos, a frustrações e/ou falsas evidências... Prevalecerão o bom senso e o critério humanísticos!
Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2006
A SABEDORIA DO SONO - Investigação de Conchita Machado
SONO.jpg
DORMINDO SOMOS MAIS INTELIGENTES DO QUE ACORDADOS *

O talento do inconsciente é, às vezes, tão grande, que alguns autores foram levados erroneamente a atribuir responsabilidade ao sono. Freud, por exemplo, e Grunewald fizeram-no.
O problema já é antigo. O famoso teólogo e filósofo Caramuel endereçava em Wurzburg no ano 1645, uma carta sobre o assunto ao famoso cientista da época, P. Kircher, s.j., professor da universidade gregoriana.
Defendia a responsabilidade nos sonhos, "porque havia neles inteligência" ( ! ). O aspecto da inteligência é o que nos interessa : " examinando muitos sonhos meus e de outros, encontro circunstâncias nas quais não se pode descobrir imaginação ou fantasia; ainda mais : neles percebe-se inteligência bastante cultivada e subtil".
Em continuação, refere um exemplo dentre os sucedidos a ele mesmo.
O inconsciente, com os conhecimentos do sábio teólogo e filósofo, elabora-os. Em vigília dificilmente teria conseguido esse resultado. A carta conclui : " tem-se, portanto, que o entendimento do homem dormindo não descansa, mas trabalha sempre e, às vezes, perfeitissimamente ; mais ainda, com mais perfeição do que acordado ".
O descobrimento do talento do inconsciente é, pois, muito anterior a Freud. E inclusive antes de Caramuel
Descobrira-o Platão, como veremos. Depois de Freud, o reconhecimento do talento nos sonhos é bastante geral. Assim, por exemplo, Erich Fromn concluía nas suas aulas no instituto de psiquiatria White e no Bennington College de New York que " nos sonhos produzem-se operações intelectuais superiores às que realizamos estando acordados ".

( em: "A face oculta da mente" - por: P. Oscar Quevedo, s.j. )


publicado por conchitamachado às 19:26
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Anónimo a 4 de Março de 2006 às 00:02
Andava eu pela tua gaveta de arrumações e deparei-me com este artigo. Realmente, é certo e sabido que o sono é o melhor regenerador do intelecto, principalmente uma boa noite de sono e descanso ajudam-nos a resolver os problemas do dia-a-dia, o que me leva a concluir que anda por aí muito governante sem dormir. Antes de me ir embora, por hoje, deixo aqui o meu elogio a este cantinho, simples mas com temas de se lhe tirar o chapéu. Os meus parabéns, um abraço e até á próxima.Aalvafaust
(http://alvfau.blogs.sapo.pt)
(mailto:alvafaust@sapo.pt)


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30
31


posts recentes

ESTA BALADA DE VERÃO

HISTÓRIA DE UMA NOITE DE ...

AS FESTAS POPULARES PORTU...

NÃO HÁ FESTAS POPULARES S...

FERNANDO DE BULHÕES - O ...

AQUELE MAR DO ANOITECER ....

QUEM TEM UMA MÃE TEM TUDO...

A MULTIFORMIDADE DO AMOR ...

O SOL AINDA BRILHA PARA T...

SETE SÃO OS MARES.... MAS...

arquivos

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds