Espaço comunicativo, de teor artístico-cultural, em que a expressão poética assume o papel de maior relevo. Não há aqui lugar a pessimismos fátuos, a frustrações e/ou falsas evidências... Prevalecerão o bom senso e o critério humanísticos!
Sexta-feira, 14 de Abril de 2006
ALGURES DENTRO DE NÓS ! ...

cascata natural.jpg 

A NASCENTE



Enseada do bosque
desce ao ritmo de enxurradas caudalosas...
Se queres encontrar a nascente,
deves continuar para cima,
contra a corrente.
Penetra, busca, não desistas,
tu sabe-lo, deveria estar aqui,
em qualquer lugar...
Nascente, onde estás?...
Onde estás nascente?!
Um silêncio...
Torrente de bosque,
torrente, revela-me
o mistério da tua origem!


(Um silêncio...
porque te calas?
Escondeste da vista
escrupulosamente
o mistério da tua origem.)


Permite-me aspergir os lábios
com a água da nascente,
sentir a frescura,
frescura vivificante !



SS. João Paulo ll (Tríptico Romano-Meditações)



publicado por conchitamachado às 11:14
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De Anónimo a 14 de Abril de 2006 às 15:01
Estas palavras ... tão verdadeiras são! Escritas desta forma ainda mais belas se tornam!!

Parabéns está LINDO!

Vai ouvir as vezes q quiseres aquela musica maravilhosa que enche o coração... no seu original é cantado por Montserrat Caballé e Freddie Mercury, no album Barcelona. A versão que eu coloquei é somente cantada por Fredie Mercury, algo diferente da original (ele n usa a letra original)e foi editada no seu album a solo, alguns anos antes de falecer.

Uma Boa Páscoa para ti.

BeijinhosAlexandra
(http://alex13.blog.com)
(mailto:www.alex13@sapo.pt)


De conchitamachado a 17 de Abril de 2006 às 23:46
Continuação de Alegre e Feliz Páscoa.
- Beijo -
ConchitaMachado


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30
31


posts recentes

ESTA BALADA DE VERÃO

HISTÓRIA DE UMA NOITE DE ...

AS FESTAS POPULARES PORTU...

NÃO HÁ FESTAS POPULARES S...

FERNANDO DE BULHÕES - O ...

AQUELE MAR DO ANOITECER ....

QUEM TEM UMA MÃE TEM TUDO...

A MULTIFORMIDADE DO AMOR ...

O SOL AINDA BRILHA PARA T...

SETE SÃO OS MARES.... MAS...

arquivos

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds